Quem somos   |   Nossa missão   |   Código de ética   |   Palavra do presidente   |   Adesão   |   Contato

   
 

Área restrita

 

Fale com o presidente

Delegacias Regionais

Balcão de Peças

Balcão de Equipamentos

Serviços

 
 
 
 
 
 

Bolsa de Empregos

 
 

Fórum de Debates

Concessionárias

Prestadores de Serviço

Parcerias e Convênios

Galeria de Fotos

Galeria de Vídeos

Notícias

Eventos

Livro de visitas

Pesquisa Mão-de-Obra

   
   
 
Nós apoiamos
 
.
   
.
 
.
   
.
   
 
.
   
.
 
Notícias
.
 
IMPOSIÇÃO DOS VALORES DE MÃO OBRA ÀS OFICINAS, DESTRÓI O SETOR

O SINDIFUPI-SP tem alertado aos seus associados, bem como, vem alertando às autoridades competentes, da abusiva prática de achatamento de custo que as seguradoras impõem ao setor, o que provocou danos irreparáveis como a perda de capacidade operacional e financeira das oficinas. E mais, acarretou e acarreta hoje, a falência de enorme número de oficinas que inadvertida e teimosamente insistitem em reparar os veículos sinistrados de seguradoras.

 

Como número não tem vontade! Se analisarmos o gráfico abaixo, podemos visualizar o enorme prejuízo que as seguradoras causaram ao setor de funilaria e pintura através da imposição de valores.

 

Nossa entidade tomou como base o custo da mão de obra/hora de funilaria e pintura pago pelas seguradoras às oficinas, em outubro de 1999 (R$14,00 para hora de funilaria e R$ 19,00 para hora de pintura) e os atualizamos para maio de 2010.

 

Atualizados esses valores, apenas pela simples aplicação de indicadores de inflação da FGV – Fundação Getulio Vargas, como o IGP-DI, o IGP-M e a evolução da Poupança, encontramos em maio de 2010 um valor médio de R$ 56,66 para a Hora de Mão-de-Obra de Funilaria e R$ 76,90 para a Hora de Mão-de-Obra de Pintura.

 

Todos sabemos que embora esses índices sejam referenciais, não refletem a total realidade do aumento praticado na remuneração da mão–de–obra do setor, e também o aumento dos insumos utilizados na reparação dos veículos, que sofreram reajustes bem acima da inflação ao longo do tempo, o que agrava ainda mais a crise que vive o setor na atualidade.

 

Portanto, “Aceitar os atuais valores de R$ 20,00 (funilaria) e R$ 30,00 (pintura) pagos pelas seguradoras para reparar os veículos sinistrados, é assumir prejuízo por carro reparado, e levar a oficina à quebra inexorável.”

 

Ângelo Coelho

   Presidente

 

 

Retornar

 
.

Quem somos   |   Nossa missão   |   Código de ética   |   Palavra do presidente   |   Adesão   |   Contato

Rua Nova Jerusalém, 1092, Tatuapé, Cep 03410-000, São Paulo, SP  11-3791-8096 - 2221-0489

 

Sindifupi | 2010 www.sindifupi.org.br | Todos os direitos reservados. | Desenvolvido por Código Tecnologia
O conteúdo deste site é de propriedade e uso exclusivo da Sindifupi, proibida sua reprodução ou utilização total ou parcial a qualquer título, sob as penas da lei.